Páginas

13 de jul de 2012

Sociedade do consumo, desde tenra idade!

O que tenho vindo a observar nestes últimos tempos, é que cada vez mais, a nossa sociedade é uma sociedade de consumo e vendo o caso dos mais novitos e dos jovens, eles não escapam,até estão logo no topo da piramide do consumo.

Voltando aos mais pequeninos,quantas vezes vemos cenas em lojas,porque eles querem um doce, querem este brinquedo e não aquele,porque o amigo tem ou porque viu na Televisão? Ah,e depois lá vão os “pobres” dos pais fazer a vontade ao menino/a,porque senão já não se cala? E não é só uma vez,é sempre.E naquele momento gosta,mas se for preciso daqui a um dia farta-se do brinquedo novo e quer outro.
Ora bem minha gente, eu acho que este facilitismo todo está errado.Não estou a criticar o modo como estes pais dão a educação aos seus filhos quando ainda são pequenos,até porque eu não tenho filhos,mas estes pais têm que ter a noção que um dia eles vão crescer,vão-se tornar adolescentes, e vão buscar as bases que lhes deram em pequenos.Ou seja, vão começar a pedir os últimos telemóveis que vão saindo, roupas de marcas caras,liberdades e mais liberdades.E se os pais decidem de repente,acabar com as pirralhices e começar a dar outro modo de educação e não acederem a estes pedidos, eles não vão fazer só a birra como quando eram pequenos,vão fazer,mas com consequencias maiores.Até se pôe em greve de fome se for preciso.
E depois ainda os pais se perguntam,como é que os filhos se tornaram tão materialistas,egocentricos e manipuladores, e  “quero,posso e mando”.

E porque? Porque os pais quiseram habituá-los a dar-lhes tudo o que queriam e pronto,ficaram assim.
Não estou a dizer para se privar a criança/adolescente de tudo.Nem isso seriam bom para o desenvolvimento psicológico da pessoa.Mas um pouco de regras não fazem mal a ninguem, e agora nos tempos de crise será que se pode a andar a abrir a mão ao bolso para fazer todas estas vontades?
Eu se quero algo,tenho que fazer por isso.E não é com joguinhos de persuasão e manipulação que vou lá, porque com os meus pais isso não resulta.
Nem é tanto ao mar,nem  tanto á terra! Tenho a perfeita noção que alguns pais privam os filhos demais,como os meus,que acham sempre que não preciso de nada,mas também dar tudo ao filho/a quando ele quer e muito bem lhe apetece,não é o correto,nenhuma das duas são corretas.Não dizem que é no meio que está a virtude?Aqui aplica-se.
Acho que se deve lutar por aquilo que se quer,e não se querer ter tudo de mão beijada.
Não tens boas notas se não estudares não é?
Não conquistas o rapaz que gostas a estalar os dedos pois não?
É preciso lutar,como em tudo na vida.Como irás perceber mais cedo ou mais tarde.


Por isso é que eu acho que devemos ser “treinados” como futuros “guerreiros/as”,que têm que lutar por aquilo que querem e não como lordes,que é so estalar os dedos e voilá, tudo o que querem.


Bem, é o meu ponto de vista,quero saber qual é o vosso,ok?
Comentem :)


Beijos *.*



6 comentários:

Ana Rita Soares disse...

Parabéns :D Adorei este post, eu partilho a mesma opinião que tu. Não tenho mais nada a dizer porque tu já disseste tudo neste magnifico post. Beijinhos

GirlOnSmile disse...

Oh obrigada :D
Beijos *.*

Kátia disse...

100% apoiada. As crianças de hoje sao todas umas mimadas e fazem dos pais o que bem lhe apetece e nao pode ser assim, têm de ser educadas pra virem a enfrentar uma sociedade dura e cruel e que nao lhes vai dar tudo de mão beijada !!

GirlOnSmile disse...

Só é pena que maior parte dos pais de hoje em dia não pensem assim, e querem-lhes dar tudo o que não tiveram quando eram eles crianças...

Anônimo disse...

Concordo completamente comtigo ñ se deve dar demais nem privar demais.
acho que os pais ñ deviam deixar que os filhos os manipulassem

GirlOnSmile disse...

Exato :p