Páginas

17 de set de 2012

Capitulo 6

Naquele dia a seguir estava frio.Acordei e logo ouvi os meus pais a chamarem-me.
Não tinham passado 15 minutos quando eles me chamaram para ir tomar o pequeno-almoço.
-Não tenho fome agora.Vou depois.
Eu estava cheia de fome.Só não fui por duas razões:Não gosto de comer com eles.Não queria comer.
Eu sou hipersensivel aos barulhos das pessoas a comer.Sim é normal toda a gente fazer,eu própria faço.Mas comer de boca aberta e fazer som como estar a partir dentes em todo o tipo de comida.Isso é que não.
-O almoço está no forno.Come se te apetecer.
Podem ter a certeza que não me vai apetecer.
Fui buscar mais uma garrafa de água...Pelo menos enganava o estômago.Estava a vir da cozinha,quando o telemóvel tocou.Era o Kiko.
-Baby,queres ir almoçar?
-Então hoje não ha engates de ontem?
-Não.Temos que conversar sobre ontem...Posso ir aí ter dentro de 10 minutos.
-Podes.Tchau.
E desliguei-lhe o telemovel.Não queria falar com ninguem,muito menos com ele.E muito do muito menos,almoçar.
Passado 5 minutos ele toca á campainha.Fui a correr abrir com a toalha ainda na cabeça do banho.
-Ó Kiko mas tu sabes ver as horas?
-Oh,anda lá embora.
-Assim?
-Não,vai la secar o cabelo.Sorte que já tas vestida.
-Até parece que demoro muito.
-Despacha-te!
-Tábem.
Em 5 minutos estava pronta e em 6 já estavamos a sair de minha casa.Ele estava muito calado,o que eu estranhei muito.
-Que tens?
Ele continuava calado.
-Que tens Kiko?
-Nada.Só tava aqui a pensar porque reagiste ontem assim comigo.
-Então vou-te explicar.Queres experimentar técnicas de engate experimentas com outra gajinha qualquer,entendido?
-Não experimentei nenhuma técnica de engate em ti,estúpida.Sou teu amigo já não te posso dar beijos na cara?
-Não gosto disso,tu sabes.
-Nunca gostas de nada.Tudo o que faço desagrada-te.
-Não tens de me agradar.
Boa resposta mesmo,sei mesmo dizer estupidezes quando não são precisas...
Como era de esperar depois daquela conversa ficou um clima assim um pouco para o geladinho..
Tentei quebrar o gelo.
-Onde vamos almoçar?
-Não sei,escolhe tu.
-Não tenho fome.
-Eu tenho,por isso vamos ali ao restaurante da frente.

Lá fomos nós.Sentámo-nos e logo veio um empregado por a lista da comida,na frente.
-Que queres comer? -perguntou-me o Kiko.
-Não tenho muita fome.Só uma sopa para mim.
-Que comeste de manhã?
-Nada.
-Porque?
-Não tinha fome.
-Enfim.Faz muitas dessas faz,que depois a nossa proxima conversa vai ser numa cama de hospital.
Olhei para ele.
-Se quiseres.
-Fogo,miúda,és mesmo parva.
-Tambem gosto de ti.
-Oh,não desvies o assunto com isso.
-Quantas vezes não fazes o mesmo?
-As suficientes.
Os nossos pedidos vieram. O Kiko pediu só uma sopa tambem,o que naquela altura me admirou bastante,porque ele nem gosta de sopa.
-Estás doente Kiko?
-Não,porque?
-Pediste isso...
-Tu tambem.
-Eu não tenho fome.Tu sim.
-Que se lixe,como o que tu comeres.
Esbocei um sorriso..
-Estás a sorrir porque?
-Por nada.Sou maluquinha.
-Eu sei.
Fui á casa de banho,a seguir a comer a sopa.Baixei-me ao pé da sanita e tentei vomitar.Mas naquele dia não estava a conseguir.
Oh quem me dera que nunca tivesse conseguido...
Bateram com força á porta.
-Magda estás bem?!
-Sim,acho que a sopa me caiu mal...
-A mim não.Estranho.Deve ter sido de não teres comido nada antes.
-Pois deve ter sido,deve.Eu já saio,vai andando para a rua..
Ainda fiz mais algumas tentativas,mas não saía nada.
Saí do restaurante e la estava o Kiko á minha espera.
-Tás melhor?
E meteu-me o braço á volta dos ombros.
Acho que ele percebeu que eu estava incomodada,e retirou-o logo,pedindo desculpa.
-Kiko,eu tenho que ir estudar umas cenas...
-Mas não temos nenhum teste nesta semana.Nem sequer na próxima.
-Sim,mas vou fazer uns exercicios.Aquela Fisico Quimica dá cabo de mim...
-Ahah bem te percebo...Fazes bem,baby.
-Adeus.
-Adeus.
Se naquele dia o Kiko estivesse estado atento iria perceber que não haviam exercicios nenhuns para fazer.
Os meus exercicios eram outros.
Cheguei a casa.Não estava ninguem,eu adoro,quer dizer,adorava estar sozinha.
Agora estar sozinha é uma agonia.
Era sinal que podia fazer o que queria sem ninguem me chatiar a cabeça.
150 abdominais mais 50 flexões.Estava fraquinha nesse dia.Mas já nao tinha forças para mais.
Olhei-me ao espelho grande.
"Que baleia,meu deus...Tenho que perder 3kg até ao final da semana."
Perdi 3kg.Nessa semana não comi.Só bebi água.
Oh sim,lembro-me de ter pensado isto.Ideias de merda.Oxalá nunca as tivesse pensado.
Mas se nunca as tivesse pensado,voces nao estariam a ler isto.
Há sempre um lado bom,nas coisas más...Não é?

9 comentários:

Kátia disse...

Amei *-*

GirlOnSmile disse...

Obrigada (:

Kátia disse...

Olha se quiseres passar pelo meu ask fica aqui, decidi criar um para ver como isto é :P http://ask.fm/Katialopeskr

MI disse...

Gostei do capitulo. Tu tiveste mesmo anorexia? Pensava que era só um tema para o vídeo. Já a conseguiste superar? Se sim, ainda bem! Se não, continua, tu consegues!

GirlOnSmile disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GirlOnSmile disse...

Ok (:

GirlOnSmile disse...

Nao fofa,e foi so um tema (:

Nix disse...

Estou a gostar bastante! Continua (:

GirlOnSmile disse...

Obrigada (: