Páginas

15 de out de 2014

E se...?


Estava aqui a pensar...E se uma pessoa não descobre qual é a sua vocação, se não se interessa por "nada", se nenhum curso lhe chama realmente a atenção, faz o quê?

91 comentários:

P' disse...

Isso aconteceu-me com o mestrado por isso decidi parar por um ano e logo se via se daqui a um ano já havia algum curso que me chamasse à atenção

Sentimentos Incontrolados disse...

Bastava fazeres me essa pergunta a mim. Isso é a pior merda de sempre! A solução é tentar arranjar emprego onde quer que seja.

Sys Arancia disse...

Eu sentia o mesmo.
kiss na cheek

Patrícia disse...

Provavelmente tira um ano de folga para pensar no que quer :D Pelo menos era o que eu faria... não sou apologista do "não sei o que quero mas entro em qualquer coisa, quero é entrar". É estúpido e gasta-se dinheiro em vão...

Sentimentos Incontrolados disse...

Tipo eu, hahahaha ;b

Pedro Sampaio disse...

Boa pergunta, nem sei a resposta para isso.

Vírgula, disse...

Também senti muito isso...

P' disse...

r: sim, mais ou menos xD mas para ir para o que quero terei de sair da minha cidade por isso até ao próximo ano lectivo terei de pensar bem se quero mesmo dar esse passo :)

Sentimentos Incontrolados disse...

Estava a brincar ;)

Jessica Mendes disse...

Eu acho que todos nós temos interesses, o problema é a "mania da sociedade" de colocar os nossos interesses e as nossas vocações em gavetinhas, também chamadas de cursos.

Marisa Costa disse...

r: Ja somos duas :c
Tens de fazer montes de exercicios :s Este ano estou me a aplicar ^^

Marisa Costa disse...

Isso é totalmente eu :c
É triste

Ana Rita disse...

Eu nunca soube bem o que queria seguir acho que vim para o meu curso da mesma forma que podia ter ido para outro qualquer e até me estou a dar bem e gosto do que ando a fazer!!

Ana Nunes disse...

Tenho a certeza de que existe alguma coisa de que gostes muito de fazer neste mundo! Mas, por vezes, é necessário passar por vários trabalhos para percebermos realmente aquilo que gostamos mesmo de fazer. Tenta informar-te dos cursos que existem, nas páginas das faculdades e procura as cadeiras que terás em cada semestre, penso que isso te irá ajudar bastante :)

JS disse...

Não faz nada e candidata-se ao Rendimento Social de Inserção, como os ciganos. eheheh

Sentimentos Incontrolados disse...

Tu és mesmo uma fofinha *.*
E eu também gosto muito de ti, Lunática!

P' disse...

r: cenografia ;)

Flor de Algodão disse...

Também gostava de saber a resposta.
Beijinhos :D

Sys Arancia disse...

rr.: Sabia que tinha de me encaixar nalgum curso, que tinha de haver algum que eu dissesse "é isto!". Depois de muitas (muitas mesmo) pesquisas a universidades/cursos lá encontrei. Quanto à minha vocação, ainda não sei qual é, mas sei que a vou encontrar quando for preciso. Não percas a esperança. No que puder e souber, estou aqui para te ajudar. (:
kiss na cheek

'marta. disse...

omg, identifico-me... quando descobrires avisa :c

Sys Arancia disse...

É bom queres saber o que as outras pessoas acham sobre isso, não és obcecada! E sim, percebi.
Tens uma grande decisão para tomar, é verdade. Mas se isso é o que realmente queres e o que te imaginas a fazer, não vejo nenhum motivo para não conseguires. Sem esforço nada se consegue e eu acredito que te vás esforçar imenso!
Quanto à taxa de empregabilidade, não se pode fazer muito, está complicado em todas as áreas.

Sys Arancia disse...

Sofres por antecipação, eu também tenho disso: faltam semanas/meses para acontecer, mas eu já ando toda nervosa acerca do tal assunto. xD
Pois, tudo o que envolva a palavra "exames" tem muito que se lhe diga!
São os meios para atingir o fim que custam, mas sem eles, vamos ser sinceras, não irias fazer boa figura. :p
Se não perderes a esperança, tudo pode acontecer. (:

Sys Arancia disse...

Sim, claro que apostava no meu sonho! Esforça-te ao máximo que puderes, depois logo se vê. (:

Kiara disse...

Eu acho que dava em maluca se isso me acontecesse... eu só me vejo mesmo na área em que estou e já me passo só com a possibilidade de não conseguir fazer o mestrado, imagino se nem sequer me visse a fazer isto.

Roxy disse...

Pensas e voltas a pensar.

Flor de Algodão disse...

R: Estou a pensar ir para enfermagem. A minha média é de 13 e qualquer coisa, se não estou em erro. Sofro muito por antecipação e vou para os testes/exames sempre nervosa e depois estrago tudo.

Daniela Silva disse...

precisas de um tempo pra pensar

Ariana Maria disse...

boa pergunta, mas não sei a resposta para isso :|

Inny disse...

No meu caso eu pensava que sabia o que queria, eu falhei nos exames tal como já disse e durante semanas eu "perdi-me", chorava porque eu tinha falhado com os meus objetivos, porque tinha desiludido toda a gente, porque tinha sido uma nódoa... o meu pai já andava desesperado comigo, até que depois surgiu a hipótese de eu ir estudar para Évora e fazer lá um semestre e 3 cadeiras do meu curso, mas depois abri os olhos, eu ia estar a gastar dinheiro em propinas, alojamento comida e blá,blá,blá apenas por capricho meu e desisti o meu pai só me dizia para eu não desanimar nem para não os deixar desesperados a eles, e tentei arranjar trabalho e levei um grande não... arranjei outra coisa para me entreter...ninguém gosta de ficar sem fazer nada mas ir para a universidade sem se saber o que quer não é o melhor e neste caso era o que eu ia fazer... agora paro um ano, volto a fazer exames e para o ano logo se vê.

TwoVoicesOneHead disse...

Não me lembro , mas acho que foi por volta de 17 . Dunas é rebelde sim kkk
Ainda hoje não sei a minha vocação , não sei se tou no curso certo , sinto que sim , mas não sei , ontem perguntaram-me o quê que eu estava a fazer em engenharia , por causa da minha imaginação fértil xD

Vírgula, disse...

Porque dentro do todos os cursos era o único que me parecia interessante e que achava que ia divertir-me a tirá-lo :D
(mas agora estou na fase de: "onde raio é que eu estava com a cabeça quando me meti nisto?" ahahah)

Kiara disse...

r: Há essa possibilidade porque o mestrado que eu quero fazer tem muito pouca gente a querer entrar... basicamente já perdi a esperança de o fazer em Braga, porque eles exigem no minimo 12 pessoas. No ano passado o mestrado não abriu, este ano já abriu... mas não me parece que vá abrir no meu ano, há cada vez menos pessoas interessadas naquele mestrado. A minha esperança é conseguir fazê-lo no Porto, e espero mesmo que sim, senão nem sei...

Kiara disse...

r: Para o Porto ainda posso ir, porque consigo vir a casa todos os dias, como faço agora ao ir para Braga. Mas mais longe do que isso torna-se muito complicado por ter mais gastos... a não ser que seja apenas dois dias de aulas por semana, como é o caso de Braga.

Lua disse...

Às vezes sinto isso mas acho que há sempre algum momento da vida em que sentes qualquer coisa um caminho específico, pode é não ser na "suposta" altura xD

Caty disse...

Há sempre algo...


*Beijinhos*
Caty<3
http://myfairytale4.blogspot.pt/

Sofia disse...

Há sempre alguma coisa :s

Ana Rita disse...

Eu e a minha prima no gozo dizemos sempre Voldi ahahah xD

TwoVoicesOneHead disse...

Acho que nada , mas ya , às vezes pergunto-me se ir para ciências foi uma boa escolha a nível escolar... são coisas da vida , espero dar-me bem

TwoVoicesOneHead disse...

sim , claro , mas daí a segui-las é que já duvidava kkk

Marisa Costa disse...

r: Não tenho mesmo nenhuma ideia :s
E tu? Já sabes o que vais seguir?

Tulipa Negra disse...

Nem todos precisam de tirar um curso, mas acho que há sempre algo que a pessoa goste e queira fazer, seja na universidade ou não, se uma pessoa não se interessar por nada de nada alguma coisa se passa.

Kiara disse...

r: Não vale a pena sondar os meus colegas... neste momento, no meu ano, somos cerca de 14 pessoas. Metade (ou até mais) já tem cadeiras para traz. Da outra metade, só eu e mais uma ou duas pessoas é que devemos seguir o ensino. Há quem queira investigação e até ecónomia, mas ensino são muito poucos.

Kiara disse...

r: Eu adoro ter uma mãe assim, novinha :b E o meu pai também é novo, tem mais vinte e cinco do que eu... o bom disso é que garante que os meus filhos vão ter uns avós minimamente jovens, e também eles acabam por ter uma mentalidade que muitos pais de amigos meus não têm :b

Jenna disse...

Por vezes dou por mim a perguntar a mesma coisa a mim mesma... mas não consigo responder...
R: O queres dizer com "otimo..."?

Italiana. disse...

quando souberes a resposta avisa-me!!

Bu' disse...

No verão experimenta a faculdade junior de uma universidade qualquer para veres, vai a mostras das universidades quando houver e vais vendo as coisas.

r: Eu mudei de link princesa, tens de seguir de novo...
Eu estou bem :)

Violet disse...

Isso gostava eu de saber

F. disse...

Há sempre alguma coisa , tens de procurar e não digo procurar por licenciaturas , procurar dentro de ti .
r: Sei o que gosto e o que quero .

Audrey Deal disse...

Ai querida não faço ideia :s

Jota disse...

Há muitas oportunidades. E muito tempo também! No país onde vivo, é normal os adolescentes com 15/16 anos (quando terminam o nono ano), passarem logo para uma aprendizagem (escola + trabalho), que dura entre 2, 3 e 4 anos. O curso é já para uma profissão específica e, sejamos sinceros, com 16 anos é difícil escolher o que realmente queremos. E o problema é quando não consegues arranjar um emprego (ou seja, uma empresa que te queira ensinar), pois assim não podes ir à escola. Eu, por exemplo, não consegui arranjar trabalho no que realmente queria e tive de arranjar outra opção: que não tem nada a ver comigo. Mas sabes que mais? Estou a gostar mais do que esperava. É normal todas essas inseguranças e tenho a certeza que há qualquer coisinha que te chame um pouco atenção. Nem que seja só um bocadinho. Começa por aí e, se não tiveres a gostar, mudas. Tu é que decides (:

Wendy disse...

Nunca estive nessa posição, mas eu acho que com uma reflexão levada a sério, a pessoa encontra sempre aquilo que mais tem a ver com ela :)

Gata disse...

É uma boa pergunta, mas acho que nos inclinamos sempre para alguma área ou várias!

'marta. disse...

r: foi uma amizade que vai, fica muito tempo longe e depois volta, e eu já não estou muito para esperar...
estou no 12º de ciencias, mas provavelmente estaria melhor num curso de humanidades também :/

Catarina disse...

Há sempre alguma coisa que gostes mais de fazer querida, tem calma :)

'marta. disse...

r: pois é.. até pode ser para o melhor, mas pronto :)

Sentimentos Incontrolados disse...

A Luna também é fixe ;)

Diana C. disse...

Deve surgir algo que tu gostes e aches que é para aquilo que deves seguir!

Marisa Costa disse...

r: Ainda bem :b
Tens de pensar bem...
Adoro Matemática, Portugues e Fisica ^^

Marisa Costa disse...

r: :))
Sim, já é uma ideia :D
Tenho de pensar bem durante este ano ^^

depoisdosvinte e dois disse...

não tens mesmo nenhum curso em mente? eu segui a única coisa que sempre disse que não queria. Felizmente acabei por gostar. Isto só para dizer que não custa tentar (se não for pela parte financeira), experimenta aquele curso que achas que tem mais a ver contigo. Se não gostares só te digo para não ficares parada, estudar e trabalhar cansa, mas cansa mais ver os nossos amigos ocupados e nós em casa sem nada para fazer. Boa sorte (:

Kiara disse...

r: Tento não me condicionar muito, mas o facto é que não tenho mesmo condições para ir para um sitio que me obrigue a sair de casa :s

Kelda disse...

Não te consigo responder... estou no mesmo e tenho 3 anos para decidir.
R: Eu sei... obrigada :)

S* disse...

Faz uma pausa, arranja um trabalho provisório e pensa na vida.

Catarina disse...

Olá

Eu sinto-me assim , sempre quis entrar na faculdade, entrei este ano em Educação Básica, mas agora que lá estou , não estou a gostar, sinto-me perdida, sem rumo, só penso que quero de lá sair, mas a minha avô que é quem está a ajudar com as despesas atira-me á cara que quem desiste são os fracos e que para tudo que eu vá, queixo-me de tudo, que n sei lutar pela vida ... e sinceramente as forças de lutar por algo, já são quase nulas, n sei o que quero fazer, as vezes só me apetece desaparecer ...

C. disse...

r: ai o stress (;

As* disse...

não sei mesmo que responder a tua pergunta :/ é complicado ,mas se calhar a melhor solução é parar e tentar ver o melhor ..

TwoVoicesOneHead disse...

oh , tipo fotografia , teatro , futebol , realização , entre outras ...

A disse...

Acho que vai deixando ir a coisa até arranjar um trabalho... \:

catarina disse...

resp: obrigada, e boa semana :)

Mérida disse...

tenta procurar algo que te cative, algo que te faça pensa 'é isto!'

Becas disse...

vai trabalhar para o que arranjar. e se nao gostar desse trabalho tenta trocar por outro

Blackbird disse...

Deve existir sempre algum (ou alguns!) que se destaca mais do que os outros, nem que seja só um bocadinho mais :)

Anjo De Cor disse...

É complicado, mas no fundo sabes do que gostas ;)

Filipa Mota disse...

Eu só decidi para que curso queria ir no inicio do 12º por isso não desesperes, pensa no que gostas e depois faz uma tabelinha com os prós e os contras desse curso, se estiveres indecisa entre 2 ou mais cursos esta tabela ajuda. Com tantos cursos com certeza que vais gostar de algum :)
Beijinhos*

r: Obrigada :)

Bu' disse...

r: Mas as universidades juniores é depois da altura de exames :)
E a saída profissional está difícil agora, não se sabe como estará quando saíres da universidade...
Sim, isso de teres mais opções é bom, falo por mim xd

Kiara disse...

r: Já tenho trabalhado agora... não queria nada ter de fazer uma pausa entre a licenciatura e o mestrado, mas se tiver mesmo de ser não terei outro remédio... a ver vamos, ainda faltam dois anos :)

TwoVoicesOneHead disse...

Para já , sim xD

Jade disse...

Espero que um dia a minha formação me ajude a responder a essa pergunta!

Bonjour Love disse...

já senti o mesmo. fui para o verão numa faculdade e pude ver como eram alguns cursos e isso ajudou e muito na minha escolha :)

R* disse...

Tenta várias coisas até chegar onde realmente deseja :)

Vi no blogue da Big Deal que ficaste interessada na minha rubrica SemTabus. Informo que já a lancei :)
BEijinho e fico à espera que gostes :)

'marta. disse...

oh se não ! é que é mesmo... enfim, algum dia há-de calhar-lhe mal :)

Inês disse...

Vira DJ ou vai para a tropa! xD

Ok.. agora sem brincadeiras, não faço a mínima ideia. Talvez deva primeiro explorar o mundo e as inúmeras opções que existam. De certeza que irá existir algo apaixonante... digo eu.

Tess disse...

Essa é a pergunta que mais me assusta...

Green disse...

Espira funda, foca-se no que está a fazer neste momento, dá o máximo para tirar as melhores notas, e quando chegar a altura de decidir, acredita, vais saber.

Random Blogger disse...

confias em ti e esperas que um dia isso aconteça. Fala a voz da experiência, passei por isso ;)

Sérgio Pontes disse...

Experimenta a sair para correr :)

Ajuda bastante!

Unleash the runner in you

Joana disse...

Hoje em dia parece que é obrigatório tirar um curso. Mas não é. Podes simplesmente seguir o teu coração, e explorares aquilo que mais gostas de fazer. Depois, deves melhorar a tua arte, seja ela qual for. Quantos excelentes profissionais temos sem terem tirado algum curso? Tantos! Deves seguir aquilo que mais gostares.

r. obrigada querida

http://bolotta.blogspot.pt/

Itor disse...

Engenharia.. da para tudo. Tipo, mesmo tudo. Conheço engenheiros que trabalham desde engenharia, passando por economia e egestao até a companhias dee seguros. Informa-te

anya ♥ disse...

Ora aí está a questão. Pior, às vezes sentes que até há coisas que gostavas de aprender, mas sentes que já vais tarde... que vão haver sempre pessoas mt melhores que tu e enfim... :/ it sucks.

I disse...

É o meu caso, mais ou menos. Gosto de Medicina mas não é uma paixão. Para além de que é preciso muito esforço que não sei se estou disposta a fazer. Dizem que só deve entrar em medicina quem gosta mesmo, porque qual é o objetivo de te matares a estudar e gostares só um bocadinho do que fazes, em vez de morreres de amor por aquilo?

I disse...

r: É Medicina que queres? A minha média tem que subir um bocadinho se quiser entrar cá (e os exames têm de correr bem, óbvio).
Sinceramente, acho que sempre tive jeito para artes. Desde pequenina que sempre adorei desenhar, dançar e desfilar. Principalmente dançar, adorava ballet e era apaixonada pela ideia de fazer parte de uma companhia de dança qualquer. Mas foi uma coisa que sempre pus de parte por me dizerem "Oh está bem, isso é um hobbie. O que é que queres ser a sério? Uma profissão" e foi passando com o tempo. Ser modelo também foi uma coisa que sempre me atraiu, mas, entre muitas coisas que não tenho (incluindo altura), os meus pais não estariam interessados a investir nesse tipo de carreira.
Por isso é que às vezes se torna verdadeiramente deprimente. Pode ser que consiga entrar em Medicina e goste. *cruzando os dedos*