Páginas

30 de jul de 2015

Cara Delevingne e a entrevista polémica


Eu nem costumo comentar este tipo de coisas, mas não sei, algo me puxa para o fazer desta vez. Quem ainda não viu o vídeo que veja, quem já viu pode passar para baixo.
Não vou mentir que não sou uma pessoa que usa e abusa de ironia/sarcasmo, porque sou, não faço de propósito mas a minha personalidade é assim mesmo e não acho que seja um grande problema, pois as pessoas que lidam comigo já sabem disso e quando é para falar a sério, falo.
Provavelmente já estão a adivinhar de que lado "fiquei" a assistir o video. Sim, a Cara deu respostas irónicas mas lá foi respondendo consoante o que pediam. Se fosse ela também não estava ali aos saltinhos com aquelas perguntas excitantes, sabe-se lá o trabalho que ela tem a dar entrevistas repetitivas e como ela disse, estava cansada das andanças da noite anterior, se fosse eu também não estava com cara de quem comeu o arco-íris. E se alguém me mandasse dormir uma sesta ou beber um Red Bull ia correr mal...
 De salientar que ambas as posições (dela e dos entrevistadores) podiam ter sido melhores, ela podia ter-se contido um pouco no sarcasmo e eles poderiam ter sido muito mais profissionais.

15 comentários:

Márcia Marto disse...

eu acho que os jornalistas se portaram pior que a Cara, acho que ela foi educada e eles pareciam estar sempre a querer "picá-la". Não entendi porquê! Ela própria disse que faz o que ama e que estava contente, e eles continuaram com a história de que ela deveria estar "mais entusiasmada". Eu penso que ela está como lhe der na bolha, e respondeu à maneira dela, educadamente, ao contrário dos jornalistas que a mandaram literalmente ir dormir! :o

Angel Girl disse...

Foram bastante maus para ela. Ambos tiveram mal em certos aspetos. Mas os jornalistas tiveram pior , na minha opinião.

Green disse...

Confesso que não ligo muito a este tipo de situações, mas quando se é uma figura pública, está-se sujeito a muitas destas situações, a exposição é enorme.

White Raven disse...

Eu acho que, obviamente como ela disse, a estreia tinha sido no dia anterior e ela estava cansada. Suponho que isso ajudou. Mas começarem um entrevista a chamar-lhe "Carla" por favor. Eu ficaria fula. E notava-se que os gajos estavam mais a gozar com ela do que outra coisa. Ela tem direito de ter dias maus, tal como eles, o que eles não tinham direito era de falar como falaram no final da entrevista.
Com isto, não estou a querer dizer que ela não podia ter feito um esforço, mas eu com uma noite mal dormida também reagiria mal àquela idiotice.

J disse...

Acho claramente que a atitude dos entrevistadores foi pior que a da Cara. O pouco profissionalismo deles foi notório e acho que se fosse ela também daria respostas destas. x

J. disse...

"Não vou mentir que não sou uma pessoa que usa e abusa de ironia/sarcasmo, porque sou, não faço de propósito mas a minha personalidade é assim mesmo e não acho que seja um grande problema, pois as pessoas que lidam comigo já sabem disso e quando é para falar a sério, falo.", sou tal e qual! Ainda não tinha visto a entrevista, mas sim, também concordo com o teu ponto de vista!
r: Sim, é uma ideia, como sou muito tímida ainda não me deu para o fazer, a ver se segunda me informo sobre isso :p

o bo(l)bo da corte disse...

Não vi a entrevista porque o meu inglês é "fraquinho" e não ia perceber metade, por isso baseio o meu comentário no teu texto e nalguns comentários que li.
Concordo com a Green e vou mais longe: quem escolheu ser figura pública, não pode usar os média quando lhe dá jeito para promover a imagem e armar ao pingarelho quando está com "azia". xD

metenojo disse...

Oh... não tem legendas. lol

Dalma disse...

Que mau!
R: Choca aí, somos iguais

Dalma disse...

R: Também eu porque não sou lá muito fã da Hello Kitty mas já fui em pequenina ahaha

J. disse...

r: É mesmo! Pois... eu nesse aspecto tenho sorte porque fico a 5 min (a pé) da "cidade".. Mas eu percebo-te, não saio à noite praticamente para deixar os meus pais dormir descansados sem terem de estar acordados para me irem buscar depois de terem passado o dia a trabalhar, porque a minha rua à noite torna-se muito escura e pouco movimentada, então não parece muito seguro eu andar por aí sozinha... Mas é tão aborrecido isto :s

J. disse...

Pois, eu por acaso só conheço uma banda dos que lá vão, mas este festival nem é tanto pela música mas sim pelo ambiente, é espectacular :p
r: Pois, lá está, totalmente compreensível :s

P' disse...

Oh, não dá para ver o vídeo por isso não consigo formar uma opinião :s

Nea* disse...

Eu cheguei a ver a entrevista.
A verdade é que ela só não se conteve mais no sarcasmo porque já não é a primeira vez que isto acontecia...

Nea* disse...

r: Já não era a primeira vez que aconteciam coisas do género em entrevistas.