Páginas

13 de dez de 2015

Chamadas de atenção (des)necessárias

Alguém me consegue explicar a excitação à volta de calendários (ou parecidos) com mulheres/homens em trajes menores para promover uma causa? Já não há argumentos para além da nudez? Sim, chama a atenção, mas para mim não passa de uma chamada de atenção negativa, não passa de tornar o corpo um objeto. É tudo muito lindo, mas lá as pessoas se importam se aquela é uma causa x ou y? O que lhes interessa é ver o meio que usaram, maior parte das vezes querem lá saber porque é que o fizeram. Tenho um pouco de saudade dos tempos dos anúncios inovadores e sem transparecer vulgaridade.

11 comentários:

INÊS disse...

É o que vende. E é só isso que importa..

Mellia disse...

Tens toda a razão. Concordo totalmente!

esperto que nem um alho disse...

Quem é que quer ver um bombeiro fardado, se o puder ter todo nu com a mangueira e tudo à mostra? ahahah
Então? Voltaste e nem passas cartão aos amigos? :-) :-) :-)

Carolina. disse...

É o que vende. Calendários normais com paisagens não iriam ter o mesmo impacto nem iriam ser falados internacionalmente (como aconteceu com o da Universidade do Minho). :)

R: Por uma questão de privacidade e por ainda não estar o protocolo assinado, por agora optei por não fazer referência ao nome da empresa. Espero que compreendas :)

Green disse...

Nesse sentido concordo contigo.

Effy Stonem disse...

Sinceramente não tenho tido tempo para me aperceber disso ahaha

Nêsa disse...

Tal como a INÊS disse "é o que se vende", e é aí que, infelizmente, está o problema. As pessoas a compram algo para "ajudar uma causa" pelas razões erradas. E como se percebe isso, há cada vez mais calendários desses.

Lua disse...

O problema não quem os faz, o problema é quem os compra. Ao comprá-los estão a alimentá-los. Nunca comprei nenhum, e não tenho ideias de o fazer.
Enfim, é a nossa sociedade cheia de maturidade
Beijo

J. disse...

Estou de acordo contigo, também me questiono acerca do mesmo!

Lua disse...

resp: Já as conheço à imenso tempo, desde que nasci praticamente.
És adorável, com certeza terás muita gente que te quer bem.
Beijo

pequenasvontades disse...

O corpo vende e vivemos num mundo onde o importante é vender =|